Histórias do Passado – Devo Revelar as Intimidades do Passado para o meu Parceiro Atual?

Quando iniciamos um novo relacionamento, estamos recebendo o pacote completo: a pessoa, a família, os amigos, os gostos musicais (ai senhor!) e a bagagem. Todo mundo tem uma bagagem, histórias vivenciadas que nem sempre são agradáveis. No entanto, precisamos saber lidar com o nosso passado e o do outro. Tudo o que foi, trouxe a pessoa até você. Por mais que você não queira aceitar.

Mas nem sempre os casais conversam sobre isso. Há muitos sites de relacionamento que te dão uma lista de itens que você deve ou não contar para seu namorado. Mas isso é pessoal, não há regras. Por mais que a sociedade tente impor tudo em caixinhas, normas, e códigos de conduta. Na verdade, há pontos que devem ser levados em consideração e então você decide, analisa o momento, o feeling.

Histórias do passado

Geralmente, os casais pensam que a relação irá mudar se conversarem sobre o passado um do outro. O que pode acontecer. Se abrir demais pode levar a duas situações:  a construção de uma intimidade absurda com o parceiro, ou fazê-lo ficar comparando o que você viveu com o que vocês têm hoje, e isso pode deixa-lo mal. É preciso ter cabeça aberta e maturidade para entender o que e quando contar. Cada casal tem seu tempo.

Por exemplo, contar sobre namorados anteriores e traições nos primeiros encontros pode ser uma bola fora. A pessoa vai achar que você está fazendo comparações demais ou te julgar previamente sobre seu comportamento com outros parceiros, caso você já tenha traído. No entanto, há mulheres confiantes o suficiente para assumir seus erros logo de cara. Se o cara não curtir, não era para ser ele.

Há outras pessoas que acreditam que o que já passou não interessa mais. E por isso não se abrem suas antigas experiências. Fecham o ciclo. O que também é direito de cada um. Por mais que a sociedade atual tenha evoluído na aceitação de certas diferenças e atitudes, ainda há o medo de ser julgada se contar sobre sua vida sexual, principalmente. Isso geralmente ocorre se o parceiro for machista, do tipo que acredita que você ainda é donzela e que só faz e fará sexo com ele. Reflita se você quer estar ao lado de uma pessoa julgadora, machista e que tem a cabeça fechada, que não aceita que você possui bagagens.

A melhor solução para se ter um bom relacionamento é o equilíbrio. Não renegue seu passado e não tenha medo, foi ele que te moldou e te fez quem é. Mas coloque na balança o que deve ser compartilhado e quando, pois, as pessoas tendem a julgar previamente e você pode estar perdendo a chance de mostrar quem você é hoje quando mantém seu foco no que você já foi. Assim, se ele perguntar, não minta.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply